Imprimir

Legislação aprova as contas de 2014 do prefeito Udo Döhler

Câmara de Vereadores de Joinville

A revisão do Plano Diretor de Joinville é uma das propostas mais complexas que a Câmara tem para analisar neste momento. A proposta atende pelo nome completo de Projeto de Lei Complementar nº 61/2018 e está em tramitação na Casa desde dezembro do ano passado, quando foi protocolada pela Prefeitura.

Câmara de Vereadores de Joinville
Foto de Mauro Arthur Schlieck

A Comissão de Legislação aprovou nesta segunda-feira (3) o Projeto de Decreto Legislativo 3/2018, que recomendou a aprovação das contas de Joinville de 2014. O projeto de decreto que aprova ou rejeita as contas do município é redigido pela Comissão de Finanças, após análise do parecer prévio do Tribunal de Contas de Santa Catarina (TCE-SC).

A documentação do parecer prévio sobre as contas de 2014, com 1,3 mil páginas, inclui relatórios do TCE e do Ministério Público de Contas de Santa Catarina (MPC-SC), além do parecer prévio em si, que recomenda a aprovação das contas de 2014 pela Câmara. O parecer prévio, de dezembro de 2015, é do conselheiro do TCE Wilson Rogério Wan-Dall.

Estudo de Impacto de Vizinhança

Legislação aprovou também o Projeto de Lei Complementar 21/2019, que altera os requisitos de obrigatoriedade de Estudo de Impacto de Vizinhança (EIV). Pela legislação atual, empreendimentos residenciais de até 12,5 mil metros quadrados não precisam apresentar tal estudo.

O texto do projeto, de autoria da Prefeitura, acrescenta requisito relacionado ao adensamento, tornando obrigatória a apresentação de EIV para empreendimentos residenciais que tenham mais de 177 unidades residenciais.

Ao reproduzir nossas informações, pedimos a gentileza de citar como fonte "Divisão de Jornalismo CVJ". Acompanhe nossas notícias aqui no site e em facebook.com/cvjtv.

Notícias Relacionadas


Se você quer fazer uma correção, sugestão ou crítica, envie um e-mail para Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. ou uma mensagem no WhatsApp (47) 98873-7517.