Imprimir

Comde quer Secretaria de Direitos Humanos

O presidente da Câmara de Vereadores de Joinville, vereador Odir Nunes recebeu, na manhã de hoje, a visita do presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Comde), Sérgio da Silva que solicitou o apoio do legislativo para que seja criada a Secretaria dos Direitos Humanos e Cidadania na cidade.

De acordo com Silva, Joinville possui 74 mil pessoas portadoras de algum tipo de deficiência, sendo 22 mil surdos e mudos, e uma repartição específica para dar atendimento aos deficientes vai agilizar ainda mais as políticas públicas voltadas à acessibilidade, “hoje ainda um dos maiores problemas enfrentados pelos deficientes”, reforça o presidente do Comde.

Ele relatou que Joinville, juntamente com outras cinco cidades, foi destaque nacional como “Cidade Acessível a Direitos Humanos”. Para Sérgio, isso é fruto do trabalho desenvolvido pelo Comde, como: a distribuição de 32 mil cópias do decreto nº 5.296/04 que estabelece normas gerais e critérios básicos para a promoção da acessibilidade das pessoas portadoras de deficiência; transporte coletivo acessível; obrigatoriedade de acessibilidade em prédios e estabelecimentos  públicos, seminários; oficinas; reuniões com autoridades; etc.

“Inclusive, de 14 de maio a 1º de abril, vamos promover oficina de acessibilidade, será das 8 às 18 horas, na Faculdade Anhanguera e em setembro, quando o Comde completa 10 anos, pretendemos realizar um seminário sobre o tema, ainda falta muito a ser feito para melhorar a acessibilidade para os deficientes”, informa.

Odir Nunes disponibilizou o serviço de divulgação, a Tribuna Livre, TV Câmara e as instalações do legislativo como apoio ao Conselho.