• Audiência Pública
  • Prêmio Jovem Autor 2019
  • Caminhos de Joinville
Imprimir
PDF

Comde quer Secretaria de Direitos Humanos

O presidente da Câmara de Vereadores de Joinville, vereador Odir Nunes recebeu, na manhã de hoje, a visita do presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Comde), Sérgio da Silva que solicitou o apoio do legislativo para que seja criada a Secretaria dos Direitos Humanos e Cidadania na cidade.

De acordo com Silva, Joinville possui 74 mil pessoas portadoras de algum tipo de deficiência, sendo 22 mil surdos e mudos, e uma repartição específica para dar atendimento aos deficientes vai agilizar ainda mais as políticas públicas voltadas à acessibilidade, “hoje ainda um dos maiores problemas enfrentados pelos deficientes”, reforça o presidente do Comde.

Ele relatou que Joinville, juntamente com outras cinco cidades, foi destaque nacional como “Cidade Acessível a Direitos Humanos”. Para Sérgio, isso é fruto do trabalho desenvolvido pelo Comde, como: a distribuição de 32 mil cópias do decreto nº 5.296/04 que estabelece normas gerais e critérios básicos para a promoção da acessibilidade das pessoas portadoras de deficiência; transporte coletivo acessível; obrigatoriedade de acessibilidade em prédios e estabelecimentos  públicos, seminários; oficinas; reuniões com autoridades; etc.

“Inclusive, de 14 de maio a 1º de abril, vamos promover oficina de acessibilidade, será das 8 às 18 horas, na Faculdade Anhanguera e em setembro, quando o Comde completa 10 anos, pretendemos realizar um seminário sobre o tema, ainda falta muito a ser feito para melhorar a acessibilidade para os deficientes”, informa.

Odir Nunes disponibilizou o serviço de divulgação, a Tribuna Livre, TV Câmara e as instalações do legislativo como apoio ao Conselho.

Imprimir
PDF

Correspondências do Ministério da Saúde

A Câmara de Vereadores de Joinville informa o recebimento de 14 telegramas do Ministério da Saúde, apenas neste mês, referente ao Fundo Municipal de Saúde de Joinville. Os recursos financeiros liberados pelo Fundo Nacional da Saúde estão em cumprimento ao art. 1º da Lei nº 9.4525, de 20/03/1997. Os programas assistidos pelo fundo de saúde em Joinville são diversos, desde o pagamento de piso fixo de vigilância e promoção a saúde até o pagamento de financiamento aos centros de referência em saúde do trabalhador.

As informações referentes ao Fundo Municipal de Saúde de Joinville encontram-se no sítio www.fns.saude.gov.br e na Central de Atendimento no 0800.644-8001.

Imprimir
PDF

Escolas recebem o livro sobre a história da Câmara

Treze professoras representando escolas e Centros de Educação Infantil (CEI) da rede municipal de ensino participaram, nesta tarde, na sala Vip da Câmara de Vereadores de Joinville de uma solenidade de entrega do livro “Da Comuna aos Tempos Atuais, a História do Legislativo de Joinville”. Para o parlamentar, a obra é um resgate histórico de 160 anos de um poder que sempre atuou na elaboração de leis que visam o benefício da sociedade. As educadoras agradeceram a iniciativa da câmara e se comprometeram em encaminhar os livros para as respectivas bibliotecas dos estabelecimentos de ensino.

Imprimir
PDF

Hospital Bethesda pede socorro à prefeitura

O Conselho Diretor do Hospital e Ancionato Bethesda e o presidente da Câmara de Vereadores de Joinville, vereador Odir Nunes, reuniram-se, nesta tarde, com o prefeito Carlito Merss para tratar das dificuldades financeiras que atravessa a instituição que presta serviços aos joinvilenses através do Pronto Atendimento 24 Horas e também pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

O presidente Décio Krelling explicou que, diante dos custos mensais é urgente e necessária ajuda financeira de pelo menos R$ 35 mil/mês para evitar que o estabelecimento de saúde feche setores como o Pronto Atendimento 24 Horas, que atende 4,5 mil pessoas/mês, sendo que 40% são oriundos de outros bairros de Joinville. A despesa do PA soma R$ 116 mil, enquanto a receita foi de R$ 110 mil. Em dezembro do ano passado, as despesas do hospital somaram R$ 121 mil e a receita apenas R$ 75 mil. A recente reforma do centro cirúrgico custou à instituição, que é filantrópica, R$ 350 mil, no entanto, enfrenta dificuldades para equipar o setor, pois a instrumentalização, aparelhos e equipamentos são caros. Diante da situação o prefeito comprometeu-se em, juntamente com o secretário da saúde Tarcício Crocomo, estudar as reivindicações dos integrantes do conselho.{jcomments on}

Imprimir
PDF

Servidoras da maternidade visitam Odir Nunes

Uma comissão de funcionárias da Maternidade Darcy Vargas, integrada por Marlene Borderes Buzzi, Helena João de Souza Francelino e Laura Cristina de Souza, esteve na Câmara de Vereadores de Joinville na tarde de ontem. O grupo foi recebido pelo presidente do legislativo joinvilense, vereador Odir Nunes que enalteceu o trabalho desenvolvido pelos servidores que transformaram aquele estabelecimento de saúde em referência nacional no tratamento de gestação de alto risco nas especialidades de diabetes e hipertensão. Elas disseram que foi uma visita de retribuição e agradeceram o vereador pelo reconhecimento.{jcomments on}

Portal da Transparência

Você pode acompanhar toda a prestação de contas da Câmara de Vereadores de Joinville por meio dos menus ao lado. Para mais informações, com base na Lei de Acesso à Informação, utilize o e-mail.

transparencia@cvj.sc.gov.br