• Transparência
  • Sessão Especial 30/05/2018
  • Audiência Pública

Comissão de Saúde discutirá uma solução para a Adej

Após tomarem conhecimento das sérias dificuldades financeiras que está atravessando a Associação dos Deficientes de Joinville (Adej), durante visita a entidade feita na manhã desta quarta-feira, dia 9, os vereadores Adilson Mariano e Roberto Bisoni, da Comissão de Saúde da Câmara de Vereadores de Joinville, convidarão representantes da Promotur, Centreventos Cau Hansen, Hospital São José e Procuradoria da prefeitura para participarem da comissão, no próximo dia 2 de março. O objetivo é agilizar o processo de concessão que permita a Adej explorar financeiramente os estacionamentos destes locais e com isso ter recursos para continuar prestando mais 800 atendimento/mês aos portadores de necessidades especiais e manter os custos de manutenção da sede da entidade.

Em um ano, a Adej já acumula um déficit financeiro que ultrapassa a R$ 60 mil. Os custos mensais da associação somam R$ 23 mil. Hoje as fontes de recursos da entidade são oriundas do estacionamento da sede da prefeitura, da Arena Joinville (de onde sai um percentual para a Fundação de Esportes, Lazer e Eventos de Joinville – Felej) e doações que somam R$ 10 mil/mês. A Adej presta atendimento de reabilitação, inclusão social, além de acompanhamento psicológico, Terapia Ocupacional, Fonoaudiologia, Fisioterapia e aulas de alfabetização, teatro e tem cadastrados 2 mil deficientes físicos.{jcomments on}

Odir representa a Câmara em cerimônia na CDL

Nova diretoria foi empossada ontem

Na noite de terça-feira, dia 8, a nova diretoria da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Joinville tomou posse. O presidente do Legislativo, vereador Odir Nunes, entre outras autoridades, prestigiaram a cerimônia. A CDL está sob o comando de Carlos Antônio Grendene, eleito para o biênio 2011-2012.

O palco da festa foi a Sociedade Harmonia-Lyra. Personalidades foram homenageadas com o Prêmio Mérito Lojista, concedidos a lideranças com relevantes serviços prestados à comunidade. Após as premiações e a apresentação dos novos diretores, os convidados participaram de um jantar comemorativo.{jcomments on}

Dalila renuncia a cargo em uma comissão técnica

A vereadora Dalila Rosa Leal renunciou o cargo de membro da Comissão de Acompanhamento Execução Orçamentária em favor do vereador Sidney Sabel, que teve o nome aprovado durante a sessão da Câmara de Vereadores de Joinville, na tarde desta terça-feira, dia 8, pelas bancadas do PP, PDT, PPS e PSL (partidos de minoria).

Mesmo sem ter direito a voto, por não estar efetivado, Sabel participou da eleição do presidente da respectiva comissão, vereador Manoel Francisco Bento, e do secretário, vereador Belini Meurer, ocorrida na tarde desta terça-feira.

O político confirmou que é grande a sua expectativa em integrar a comissão, por entender a responsabilidade de analisar as questões orçamentárias do poder público municipal. Integram a comissão, ainda, a vereadora Tânia Maria Eberhardt e o vereador Joaquim Alves dos Santos.

Mesa Diretora suspende sessões itinerantes

As sessões itinerantes, aquelas realizadas mensalmente em cada bairro da cidade, estão suspensas até segunda ordem. Por proposição da Mesa Diretora aprovada em plenário, as sessões não ocorrerão até a aprovação do novo Regimento Interno. O presidente, vereador Odir Nunes, solicitou aos demais vereadores e suas respectivas assessorias empenho para analisar o atual regimento e formular ideias para a conclusão do novo.

Cancelada audiência sobre o IPTU

Na sessão desta terça-feira, também foi abordada a audiência pública referente ao novo modelo de cobrança do IPTU, que ocorreria amanhã, dia 9, mas que foi cancelada. Por oito votos a quatro, o ofício do Executivo Municipal, solicitando o cancelamento da audiência, foi aprovado. Para os vereadores que votaram a favor do cancelamento da audiência, o ideal é debater o tema primeiramente nas comissões técnicas, para, depois, realizar audiência pública.

Cargo de segundo-secretário continuará vago

A sessão também foi suspensa por dois minutos para a eleição do segundo-secretário da Mesa Diretora, conforme o Regimento Interno. Após a conversa entre as bancadas, nenhum vereador se candidatou. Portanto, o cargo está vago.{jcomments on}

Com o secretário Márcio Florêncio ausente, vereadores da Comissão de Finanças assumem relatorias

A Comissão de Finanças, a exemplo da Comissão de Legislação, também deu a largada nos trabalhos legislativos deste ano nesta tarde. Mas isso só ocorreu porque o secretário de Fazenda, Márcio Florêncio, que era aguardado pelos vereadores, não compareceu.

Os membros da comissão tinha a expectativa de interpelá-lo sobre a Lei Complementar 317/2011, que estabelece o sistema de avaliação dos imóveis e fixa alíquotas do IPTU, a polêmnica lei que que ficou conhecida como "lei do IPTU das calçadas".

Ao longo dos últimos dias, vereadores têm reclamado da postura do secretário, que teria repassado a eles informações equivocadas durante reuniões de comissões no ano passado, enquanto a lei era apenas um projeto, o que teria embasado erroneamente o voto dos parlamentares em plenário.

O presidente da Comissão de Finanças, vereador Jucélio Girardi, expediu o ofício, convocando o correligionário do prefeito Carlito Merss, mas a resposta sobre a audência dela veio da mesma maneira. A secretária-chefe de gabinete, Maria Ivonete Peixer da Silva, oficiou Girardi, solicitando a dispensa de Florêncio, em virtude de o mandatário municipal já ter tomado a decisão de rever a cobrança que elevou o IPTU de alguns contribuintes em até 500%.

Desta maneira, os vereadores optaram por distribuir as relatorias dos projetos que já se encontram na pauta de Finanças. A próxima reunião oridnária do grupo deve ocorrer na próxima terça-feira.

Portal da Transparência

Você pode acompanhar toda a prestação de contas da Câmara de Vereadores de Joinville por meio dos menus ao lado. Para mais informações, com base na Lei de Acesso à Informação, utilize o e-mail.

transparencia@cvj.sc.gov.br