• Audiência Pública
  • Audiência Pública
  • Rádio CVJ
  • Siga a CVJ nas redes sociais
  • Sessão Especial
Imprimir
PDF

Câmara entrega medalha Mulher Cidadã

Por Marina Bosio.

Mulheres homenageadas

A Câmara de Vereadores de Joinville entregou a medalha de mérito Mulher Cidadã Joinvilense Justina Rosa Fachini a nove mulheres que se destacam na comunidade. A entrega, que é feita por indicação das bancadas partidárias, aconteceu hoje em sessão solene.

O presidente da Câmara, Rodrigo Fachini, afirmou que a homenagem é importante e que política é lugar de mulher. “Todas essas mulheres têm uma história de luta”, acrescentou.

Em discurso representando todas as homenageadas, Rosangela Martinowsky disse que as mulheres de Joinville são trabalhadoras. “As marcas que as mulheres deixam permanecem, sempre temos o objetivo de construir uma cidade melhor para nossos filhos e netos”, afirmou, finalizando com um convite: “Convido cada mulher a dar pouquinho do seu tempo para alguém que precisa”.

Conheça abaixo a trajetória das nove mulheres cidadãs de Joinville do ano de 2015.

Lodimar Pascher de Melo

Por onde passa, Lodimar Pascher de Melo é lembrada como Lody. Na igreja, nos eventos, no rádio, sua missão é evangelizar. Lody está de corpo e alma nas atividades da Igreja Assembleia de Deus. É vice coordenadora da União Feminina da Igreja em Joinville. Promove encontros para mais de mil e 500 mulheres por dia. Ela ainda está envolvida no projeto de artesanato “Mulheres Fazendo Missões”, que destina renda a 250 missionários do Brasil e do exterior.

A indicação é do vereador Jaime Evaristo (PSC).

Rosangela Martinowsky

A professora Rosangela Martinowsky seguiu os passos de uma guerreira: sua mãe, Maria Marina, diretora escolar. Em fevereiro de 1970, pisou pela primeira vez numa sala de aula. São 40 anos de magistério, com passagem pela Secretaria de Educação como assessora técnica. A educadora se dedica também a trabalhos voluntários. Atuou por mais de uma década no Rotary Clube Cidade das Flores e pertenceu ao grupo de liturgia do Santuário Sagrado Coração de Jesus. Hoje é presidente da Associação de Voluntários da Maternidade Darcy Vargas. O voluntariado, diz Rosangela, traz crescimento pessoal e autoestima.

A indicação é do vereador James Schoreder (PDT).

Sônia de Azambuja Cabral 

No ano passado, o projeto Gênios, criado por Sônia, passou a realizar sonhos de crianças doentes. De uma família de nove irmãos, Sônia começou a trabalhar aos 13 anos. Cansada, dormia na aula e acabou desistindo da escola. Ela só voltaria aos bancos escolares anos depois. Ela fez todo o ensino médio em nove meses. Depois, estudou para ser técnica de enfermagem. Aos seis meses de curso, começou carreira no ambulatório da Tupy. A inspiração para a ONG Gênios veio do livro “A culpa é das estrelas” e da sua vida inspiradora.

A indicação de Sonia Azambuja a mulher cidadã de Joinville é do vereador Levi Rioschi (PPS). 

Marlene Cecília Luchini

Marlene Luchini, joinvilense de coração, é dona Marleninha para família, amigos e para as centenas de pessoas que recebem seu apoio. Para ela, a vida só vale a pena se for dedicada ao bem-estar do próximo. Dona Marleninha coordena o grupo Meninas de Atitude, que arrecada fundos para melhorar a vida de quem tem a sorte de cruzar o caminho dela e de seus parceiros. Ela também está à frente da Pastoral Social da Igreja Nossa Senhora dos Navegantes e é membro do Conselho de Saúde.

A indicação da bancada do Solidariedade foi feita pelo vereador Maycon Cesar (PPS).

Bernadete Nalevaia Rezini 

Mãe de um menino e de uma menina, Bernadete Nalevaia Rezini é professora. No bairro Aventureiro, trabalha pela comunidade na pastoral da Paróquia Senhor Bom Jesus. Com a síndrome de Down do filho, passou a batalhar pela qualidade dos serviços públicos a deficientes. Bernadete dedica seus finais de semana a visitas de orientação, junto com outras mães da cidade. Seu trabalho é admirado pela comunidade, que sabe que sua rotina difícil não a impede de doar sua vida ao bem dos outros.

O vereador Manoel Bento (PT) escolheu Bernadete para ser mulher cidadã de Joinville.

Maria Amélia Viana 

Viúva aos 29 anos, com três filhos, Maria Amélia Viana, a Nena, ainda encontrou tempo para doar parte de sua vida à igreja. Há 30 anos, Nena desenvolve atividades na comunidade, levando mensagens de conforto e fé para famílias e doentes. Nena participa de seus vários projetos, como Consolação Esperança, Acolhida, e Sagrado Coração. 

O vereador Roberto Bisoni (PSDB) indicou Maria Amélia para receber a medalha. 

Dalila Pereira da Silva

Professora, filósofa, e psicóloga, Dalila Pereira da Silva acredita que as ações sociais equilibram a sociedade. Essa visão levou Dalila a ser voluntário do banco de olhos e na Associação Santa Luiza de Marilac. Na política, faz parte da ação mulher do partido progressista. Dalila contribui ainda no terreiro de uma banda pantera negra no Centro de Estudos Pena Branca. Para Dalila, a vida é transformação e está aqui para deixar sua marca de amor.

A indicação é do vereador Sidney Sabel (PP).

Waltrudes Lutke Boldt

Nascida no Campo, Waltrudes nasceu no mês da mulher, em 1949. Desde cedo, se dedicou ao estudo de alemão e à música. Aos 20, Tuty, como é conhecida, se casou e teve quatro filhos. Além da família, vive para o trabalho voluntário. Tuty ensina suas paixões, a música e o alemão. Nos ancionatos, diverte os internos com seu acordeão e seus cantos germânicos. Hoje, aos 65 anos, Tuty segue contagiando a todos com entusiasmo, talento e alegria.

A indicação de Waltrudes como mulher cidadã é da vereadora Zilnety Nunes (PSD).

Juraci da Silva Ferreira

Aos 10 anos de idade, Juraci da Silva Ferreira já coletava mariscos para alimentar a família, em Alagoas. O pai trabalhava com caminhões e cedo ficou doente. Juraci, então, assumiu a responsabilidade pela família. Hoje ela se dedica à cozinha comunitária Pequeno Príncipe, no bairro Espinheiros.

A indicação é do vereador Rodrigo Fachini (PMDB).

Portal da Transparência

Você pode acompanhar toda a prestação de contas da Câmara de Vereadores de Joinville por meio dos menus ao lado. Para mais informações, com base na Lei de Acesso à Informação, utilize o e-mail.

transparencia@cvj.sc.gov.br