• A gente faz
  • Sessão Especial de junho
  • Siga a CVJ nas redes sociais
  • Sessão Solene
  • Sessão Especial de julho 
  • AP
Imprimir
PDF

Vereadores avaliam consequências de última enchente

Por Marina Bosio.

Câmara de Vereadores de Joinville
Foto de Mauro Arthur Schlieck

A enchente da última semana foi um dos assuntos que repercutiram na palavra livre da sessão desta segunda (18).

Rodrigo Fachini (MDB) disse que na rua Guararapes houve um deslizamento em que caiu muro, que atingiu uma casa, causando situação de grave risco para a integridade física da família.

O vereador afirmou que o Poder público notificou o proprietário da residência e deu prazo de 30 dias para que o morador tire o muro em pedaços da rua sob pena de multa.

“Além do sentimento de abandono por parte do poder público, o morador ainda é penalizado”, afirmou.

Para Richard Harrison (MDB), líder do governo, Joinville tem 168 anos de enchentes e certamente não é simples fazer um dique. Para ele, a ideia pode ser discutida, mas os problemas não se resolvem em um “estalar de dedos”.

Na visão do vereador, sem novo pacto federativo não é possível resolver os problemas de Joinville. “Devemos fazer um dique sim, mas um dique de importo para impedir que impostos saiam daqui para estado e União”, afirmou.

Fachini citou ainda as consequências das enchentes para a saúde pública e finalizou pedindo que o prefeito decrete situação de emergência para que famílias tenham os dados minimizados.

O vereador Lioilson Correa (PSC) também pediu que a Prefeitura decrete situação de emergência devidos as enchentes. “Com isso os moradores poderão ter mais facilidade de obter benefícios para conseguir reconstruir suas casas, como liberação do FGTS’’, disse.

O vereador Odir Nunes (PSDB) afirmou que há recursos de R$ 228 milhões à disposição da Prefeitura para obras para conter enchentes, mas que a ela não está usando tais recursos.

Agricultura

O vereador Adilson Girardi (SD) afirmou que a Comissão de Economia visitou a Unidade de Desenvolvimento Rural e a Casa Krüger. Segundo ele, as visitas foram bastante produtivas.

Na Casa Krüger, que está para ser restaurada, sugerimos ao gerente da Secult Douglas Hoffman que a gestão do espaço seja entregue para entidades de turismo rural.

Bombeiros

A vereadora Tânia Larson (SD) parabenizou o Corpo de Bombeiros Voluntários e a Defesa Civil, que segundo ela fizeram um bom trabalho auxiliando famílias atingidas pela enchente, especialmente no bairro Fátima.

Bahia

Ninfo König (PSB) falou sobre a viagem que fez à cidade de Luís Eduardo Magalhães, no interior da Bahia. Segundo ele, a cidade se transformou no município com maior produtividade do mundo em soja, algodão e milho.

O vereador falou ainda sobre as enchentes em Joinville. Para ele, se um plano de dique tivesse sido feito anos atrás para controlar as marés, o problema teria sido resolvido.

Imigrantes

Iracema Bento (PSB) falou sobre a situação dos imigrantes na cidade. “Cada dia está pior como acolhemos os nossos imigrantes. Chegam imigrantes com malas e eles não tem para onde ir”, disse. Para a vereadora, Joinville deveria ter uma casa do imigrante.

Wi-fi no SUS

O vereador Jaime Evaristo (PSC) falou sobre um projeto de lei de sua autoria, protocolado hoje, que toda unidade de saúde forneça acesso a internet aos usuários do SUS. Segundo ele, foi procurado por um munícipe que teve dificuldades de entrar em contato com alguém da família quando estava em uma unidade de saúde da cidade.

Polícia Rodoviária

Fabio Dalonso (PSD) afirmou ter tomado conhecimento de que haveria a decisão da Polícia Militar Rodoviária de se instalar na rodovia do arroz, em vez de Pirabeiraba. Essa semana haverá uma reunião com o comando da PM para saber por qual motivo foi tomada decisão.

Segundo Dalonso, Pirabeiraba necessita da guarnição em decorrência do risco de acidentes na serra e há terrenos da Prefeitura que poderiam ser cedidos para abrigar o posto da Polícia Militar Rodoviária.

Escola agrícola

Mauricio Peixer (PR) falou do caso de um estudante da Escola Agrícola Municipal Carlos Heins Funke, que tomou um choque por causa de problemas na fiação do chuveiro da escola para reclamar da falta de manutenção dos prédios em que funcionam as escolas de Joinville.

“A qualidade de ensino é ótima mas temos também que prestar atenção na manutenção dos prédios onde funcionam escolas”, disse.

RG

O vereador Cláudio Aragão (MDB) afirmou que, em reunião sobre a diminuição do número de funcionários no Ciretran e no IGP, o secretário de Segurança Pública de Santa Catarina garantiu que uma emenda aditiva no contrato de pessoal vai resolver o problema.

Tráfico de influência

O vereador Odir Nunes também usou o tempo destinado aos partidos para afirmar que recebeu denúncias de que há tráfico de influência por parte de vereadores na nomeação em cargos na administração pública.

Odir afirmou ainda que há denúncias de que certos procedimentos administrativos não têm prosseguimento em casos de pessoas ligadas a “certas autoridades”. Odir disse ainda que um conjunto de vereadores protocolou o pedido para a criação de uma comissão especial para analisar estado em que se encontram imóveis da prefeitura.


Notícias Relacionadas


Se você quer fazer uma correção, sugestão ou crítica, envie um e-mail para Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. ou uma mensagem no WhatsApp (47) 98873-7517.

Portal da Transparência

Você pode acompanhar toda a prestação de contas da Câmara de Vereadores de Joinville por meio dos menus ao lado. Para mais informações, com base na Lei de Acesso à Informação, utilize o e-mail.

transparencia@cvj.sc.gov.br