• Audiência Pública
  • Prêmio Jovem Autor 2019
  • Caminhos de Joinville
Imprimir
PDF

Vereadores lamentam massacre em Suzano e pedem atenção a jovens

Por Carlos Henrique Braga.

Câmara de Vereadores de Joinville
Foto de Mauro Arthur Schlieck

Vereadores fizeram um minuto de silêncio na sessão de hoje (13) pelas vítimas do massacre em uma escola de Suzano (SP). O caso repercutiu na tribuna, durante o tempo dedicado aos partidos.

Em Joinville, “um sistema de segurança eletrônico monitora as escolas por quase 24 horas”, disse Roque Mattei (MDB), que cobrou atenção do Executivo para a segurança dos estudantes.

Rodrigo Fachini (MDB) lembrou ter apresentado projeto sobre a criação de núcleo de apoio pedagógico na cidade. “O transtorno mental está afetando nossas crianças, e nós precisamos discutir políticas públicas para inverter esse processo”, disse.

O presidente Cláudio Aragão (MDB) repetiu o que foi dito por autoridades paulistas: “nunca vi uma tragédia como essa”.

Iracema Bento (PSB) leu uma carta endereçada às famílias. “Foram assassinados de forma brutal”, disse, “não podemos admitir que nossos jovens morram nas escolas”.

Produtividade na educação

Roque Mattei (MDB) falou da Comissão de Educação, presidida por ele. Disse que visitou escolas em Florianópolis, onde conheceu a rede de ensino, que tem 33 mil alunos na rede com 6 mil servidores, enquanto Joinville tem mais de 70 mil estudantes e número parecido de servidores. “Temos o dobro da produtividade, o que mostra a eficiência dos nossos servidores”, disse.

Destacou ainda o trabalho da Escola Municipal Monsenhor Sebastião Scarzello, cujos alunos visitaram a comissão hoje. A escola é a única bilíngue da cidade, com aulas de português e língua de sinais (Libras).

Vagas em creches

Pelé (PR) elogiou o trabalho de Roque Mattei como secretário de Educação e disse que não se ouve mais falar em falta de vagas em creches.

Polícia Rodoviária

Odir Nunes (PSDB) disse discordar da mudança do posto da Polícia Militar Rodoviária Estadual para a Rodovia do Arroz, hipótese levantada ontem na sessão por um comandante da PM. “Nós já estamos em uma conversa para que a base se instale em Pirabeiraba, na SC-418. Não vamos abrir mão de levar a base para o distrito de Pirabeiraba”.

Financiamento

Odir Nunes comentou ainda uma notícia sobre planos de empréstimo pela Prefeitura para obras. Falou que isso deveria ser discutido em Finanças. “Esta Casa tem a obrigação de chamar todos os órgãos envolvidos para fazer uma discussão”, falou, citando obras que, segundo ele, não foram terminadas.

Cosip

Jaime Evaristo (PSC) falou de um projeto seu que isenta de taxa de iluminação famílias de baixo consumo. Ressaltou que antes a Cosip era valorada em UPMs, mas que agora depende dos reajustes da agência reguladora federal.

Evaristo falou ainda sobre a climatização de ônibus adaptados para pessoas com deficiência e de uma campanha publicitária que cobra mais respeito a eles.

Saúde

Maurício Peixer (PR) disse que faltam médicos em posto do Vila Nova. Em três equipes, faltam dois médicos e duas enfermeiras, segundo ele. “A Comissão de Saúde está cobrando”, avisou.


Notícias Relacionadas


Se você quer fazer uma correção, sugestão ou crítica, envie um e-mail para Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. ou uma mensagem no WhatsApp (47) 98873-7517.

Portal da Transparência

Você pode acompanhar toda a prestação de contas da Câmara de Vereadores de Joinville por meio dos menus ao lado. Para mais informações, com base na Lei de Acesso à Informação, utilize o e-mail.

transparencia@cvj.sc.gov.br