• Siga a CVJ nas redes sociais
  • Marco Regulatório
  • A gente faz
  • Jovem Autor
  • Jovem Autor 
  • Sessão Especial
Imprimir
PDF

Vereadores inspecionam estação do Jarivatuba, após relatos de mau cheiro

Por Marina Bosio.

Câmara de Vereadores de Joinville
Foto de Mauro Arthur Schlieck

Os vereadores da Comissão de Urbanismo visitaram as obras da nova Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Jarivatuba na manhã desta terça-feira (21). A visita ocorre depois de moradores reclamarem de mau cheiro na região em reunião realizada na Câmara no dia 14 de maio.

Na ocasião, a presidente da Companhia Águas de Joinville (CAJ), Luana Pretto, afirmou que o mau cheiro vai acabar com a entrega da nova ETE em outubro. Na visita às obras desta terça, os vereadores e membros da comunidade puderam conhecer como será o novo sistema de tratamento do esgoto.

O presidente do Conselho de Segurança (Conseg) do Paranaguamirim, Udson José Vieira, que trouxe as reclamações dos moradores para a Comissão, afirmou que espera que a nova estação realmente acabe com o problema e disse que a comunidade está esperançosa com a “modernidade do novo sistema”.

Nova estação

Segundo Luana, a nova ETE terá o sistema de lodo ativado, já utilizado em Blumenau e Jaraguá do Sul, por exemplo, que conta com oxigenação e bactérias aeróbias para que não haja a produção de odor. Entretanto, de acordo com a presidente da CAJ, a ETE de Joinville será mais moderna, pois tem a diferença de que a entrada do material para a estação de tratamento será por um canal encapsulado, o que não permitirá que o odor se dissipe pelo ambiente antes do tratamento.

Atualmente, a ETE do Jarivatuba conta apenas com lagoas de estabilização de bactérias anaeróbias, sistema de tratamento de esgoto que emite gás metano, o que causa o mau cheiro. A nova estação de tratamento está sendo construída próxima às lagoas de estabilização em funcionamento e conta com quatro reatores de tratamento.

Segundo Luana, o novo sistema de tratamento já é muito usado em outros países da América Latina, como Chile e Argentina, mas, no Brasil, será o segundo, já que o país tem apenas uma ETE desse modelo já em funcionamento, no Mato Grosso de Sul.

De acordo com a CAJ, a ETE Jarivatuba faz o tratamento de 93% do esgoto coletado em Joinville.

Ao reproduzir nossas informações, pedimos a gentileza de citar como fonte "Divisão de Jornalismo CVJ". Acompanhe nossas notícias aqui no site e em facebook.com/cvjtv.

Notícias Relacionadas


Se você quer fazer uma correção, sugestão ou crítica, envie um e-mail para Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. ou uma mensagem no WhatsApp (47) 98873-7517.

Portal da Transparência

Você pode acompanhar toda a prestação de contas da Câmara de Vereadores de Joinville por meio dos menus ao lado. Para mais informações, com base na Lei de Acesso à Informação, utilize o e-mail.

transparencia@cvj.sc.gov.br