• A gente faz
  • Sessão Especial
  • Sessão Solene
  • Siga a CVJ nas redes sociais
Imprimir
PDF

Banco de alimentos deve ficar pronto até abril de 2019

Por Sidney Azevedo.

Câmara de Vereadores de Joinville
Foto de Sabrina Seibel

Joinville deve contar com o banco de alimentos municipal até abril de 2019, conforme declaração do Secretário de Assistência Social (SAS), Vagner Ferreira de Oliveira, em reunião da Comissão de Legislação na tarde desta segunda-feira (12). O banco deve funcionar anexo à Ceasa.

O banco teria como finalidade captar doações de alimentos não comercializados, conforme a explicação de Edina Acordi, coordenadora de segurança alimentar e nutricional da SAS, que seriam posteriormente distribuídos a instituições cadastradas na Secretaria. O banco, em elaboração pela Prefeitura, teria como diferencial em relação ao de outros municípios um sistema de análise e processamento de alimentos.

Conforme Edina, esse processo deve incluir um sistema de embalagens a vácuo, com finalidade de ampliar a durabilidade dos alimentos, bem como o acompanhamento por nutricionistas e demais profissionais.

O debate sobre o banco de alimentos se iniciou a partir de debate sobre o Projeto de Lei 66/2018, de autoria do vereador Natanael Jordão (PSDB), que estabelece um programa de arrecadação e distribuição de alimentos não comercializáveis, mas em condições de consumo. Jordão se dispôs a elaborar uma emenda ao projeto, com a finalidade de viabilizar as ações pretendidas pela Prefeitura.

O texto não chegou a ser votado pela comissão. Conforme a Consultoria da Casa, para não haver risco de ações de inconstitucionalidade, pondo em risco a própria ação, a proposta precisaria ser apresentada pelo prefeito.

Pano de fundo legal

Edina explicou que o banco faz parte de uma política maior de segurança alimentar e nutricional iniciada no município em 2003. Nesse ano, uma lei definiu as diretrizes para melhorar a alimentação na cidade.

Desde então, a lei passou por duas grandes revisões. A primeira em 2006 e a segunda em 2012. O Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional, responsável por acompanhar a implantação dessas leis e fiscalizar seu cumprimento está trabalhando em uma nova revisão.

Entre os equipamentos de segurança alimentar e nutricional já existentes no município estão os dois restaurantes populares instalados no Bucarein e no Adhemar Garcia.

Outras iniciativas

Em âmbito municipal já existe um trabalho semelhante tocado pelo projeto Mesa Brasil Sesc. Organizado pelos comerciários, o projeto, que alcança 538 cidades, conforme a página oficial, atua em Joinville já há algum tempo. Em Santa Catarina, o projeto doou pouco mais de três mil toneladas para 448 instituições sociais em 70 cidades.


Notícias Relacionadas


Se você quer fazer uma sugestão, crítica ou correção sobre esta matéria, envie um e-mail para Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. ou uma mensagem no WhatsApp (47) 98873-7517.

Portal da Transparência

Você pode acompanhar toda a prestação de contas da Câmara de Vereadores de Joinville por meio dos menus ao lado. Para mais informações, com base na Lei de Acesso à Informação, utilize o e-mail.

transparencia@cvj.sc.gov.br