• Sessão Especial
  • Siga a CVJ nas redes sociais
  • Sessão Solene
  • Consulta Pública
  • A gente faz
Imprimir
PDF

Estudo de impacto deve minimizar consequências do binário do Vila Nova

Tânia Eberhardt encaminha proposta apelando ao executivo a realização de medidas preventivas com relação à obra do Binário do Bairro Vila Nova. Atitude visa evitar que novos problemas ocorram e que os já existentes (como as frequentes cheias) se agravem ainda mais.

Um estudo de impacto deve evitar que o Binário do Bairro Vila Nova traga consequências negativas para os moradores da região. É isso que propõe a Vereadora Tânia Eberhardt (PMDB) através da Moção protocolada no Legislativo.

A preocupação da parlamentar é com as mudanças climáticas que vem ocorrendo no planeta, e principalmente com as frequentes cheias que assolam a cidade. “O objetivo é evitar que a operacionalização da obra cause o mesmo impacto da Rodovia do Arroz, como é o caso do conjunto habitacional “Minha Casa, Minha Vida”, que está em processo de construção no bairro”, analisa a líder da bancada do PMDB.

Ela ainda complementa: “Existe ainda a necessidade de se pensar na adequação da infraestrutura, para dar acompanhamento e continuidade à execução da obra do binário, de forma a não causar impactos futuros, com a problemática das cheias”. Tânia argumenta que esse trabalho é de extrema prioridade, e que deve ser feito pelo executivo municipal como medida preventiva e aprimoramento da obra.

O pedido foi potencializado pela Vereadora dado as consequências das últimas enxurradas que afetaram o Bairro Vila Nova. Pontes foram levadas, pedras rolaram morro abaixo levando consigo tudo que encontravam no caminho, tubulações arrebentaram provocando alagamentos e outras se fizeram, mais uma vez, necessárias para conter a fúria das águas e evitar que ela invadisse casas trazendo medo, sofrimento e prejuízos financeiros incalculáveis para muita gente.

Com este novo cenário que se instala no bairro, somando também o congestionamento do trânsito, a Vereadora apela para que o executivo faça um estudo de impacto no local da obra do binário e adjacências para que o Rio Águas Vermelhas não venha a represar e prejudicar os moradores do entorno.

"Nossa missão é tomar medidas preventivas de forma a resguardar a população e o poder público das sequelas que eventualmente possam ocorrer", finaliza a Vereadora.{jcomments on}

Redigiu: Priscilla Milnitz - Assessora de Gabinete Vereadora Tânia

Portal da Transparência

Você pode acompanhar toda a prestação de contas da Câmara de Vereadores de Joinville por meio dos menus ao lado. Para mais informações, com base na Lei de Acesso à Informação, utilize o e-mail.

transparencia@cvj.sc.gov.br